O PLANO H

Outra história real, de um namoro que de tão fantástico…É fora do comum…

Em um namoro um dos momentos mais fantásticos é a troca de aliança de compromisso. Muitos não usam, por escolha própria, ou para copiar padrões exteriores ou por razões que não sei. Outros usam, mas nao gostam, porque acham cafona, mas a chantagem emocional é tao grande que é inutil resistir. Outros ja começam a namorar com a aliança, ja outros preferem comemorar datas especiais com ela, como o aniversário de namoro. E nao posso esquecer daqueles que preferem um pulseira de compromisso(sim, conheço alguém assim).

Optei pela data especial, que pra mim, era a melhor das alternativas. E nenhuma data melhor para comemorar que quando completamos dois anos que nos conhecemos. Nos conhecemos dia 21/9/2008 em um evento anime onde ela acompanhava minha amiga, então eu estava decidido a entregar a aliança no dia 21/9/2010 pra comemorar data especial, sou bom com datas. Então comecei a pensar em como seria o tal momento. Veio em minha mente então o…

PLANO A:  Entregar a aliança pra ela na pracinha que fica ao lado do serviço dela. Comecei arquitetar e pensar em como seria isso, se ficaria legal e como seria especial, ou como tornar esse momento especial. Daí acabei por arquitetar o…

PLANO B: Entregar a aliança pra ela na pracinha que fica ao lado do serviço dela mas junto com um sapo de pelúcia. Isso porque tinha notado que no orkut dela ela tinha adicionado umas fotos de sapinhos fofos. Sendo assim, estava tudo decidido. Até que um dia comprei as alianças e um dia antes da entrega eu preparei as alianças gravando o nome e ainda comprei o sapo de pelúcia que era lindo.  Vendo o sapo então tive um insight de colocar as alianças dentro do coração que ele segurava. Com caixinha e tudo o mais, mas o melhor não seria isso, então com sugestões e idéias surgiu o…

PLANO C: Entregar a aliança pra ela na pracinha que fica ao lado do serviço dela com um sapinho segurando uma rosa com um laço e esse laço conteria as alianças penduradas. Então estava já totalmente pronto para o momento e pensando bem nas palavras e também em como seria. Porém um detalhe eu tinha esquecido, na verdade dois. O primeiro: O pai dela estaria em casa, o que nao seria grande empecilho, o segundo: Ela sairia mais cedo do serviço nesse dia. Realmente coisas que eu tinha esquecido e que eu nao lembrava, ou seja, o plano C falhou e tive que pensar em um novo…

PLANO D: Entregar a aliança pra ela na casa dela com um sapinho segurando uma rosa com um laço e esse laço conteria as alianças penduradas. E no dia preparei tudo certinho, e o arranjo ficou ótimo. Inclusive com a rosa alaranjada que é outra hisória. Sai, entrei no onibus pronto pra ir pra casa dela entregar tudo o que tinha preparado e pensando nas palavras que falaria, porém, deixando o momento guiar-me. Com isso, ao sentar-me no banco, ela me liga dizendo que iria pro Centro porque tinha marcado com uma amiga de pegarem um certificado juntas, daí perguntou se teria como encontrá-la lá, mas eu disse que não porque já estava a caminho dela, sendo assim, surgia o…

PLANO E: Entregar a aliança pra ela na casa dela, com ela preparando pra sair, com um sapinho segurando uma rosa com um laço e esse laço conteria as alianças penduradas. Estava já assim, meio tenso por terem mudado tanto os meus planos, já que sou muito focado no PLANO A, e esse já estava bastante avançado pra mim. Mas então fui preparando-me psicologicamente pra um momento unico na minha vida. E que foi chegando cada vez mais rapido. Mas quando estava perto da casa dela, o telefone toca e é ela me dizendo que estava atrasada e que ia pegar o mesmo ônibus que eu e assim, iríamos juntos para o Centro, o que inflingia no…

PLANO F: Entregar a aliança pra ela no ônibus com um sapinho segurando uma rosa com um laço e esse laço conteria as alianças penduradas. E aí sim desesperei, porque o ônibus não era nada que eu esperava mesmo, principalmente porque tinha arquitetado tudo tão bonito,  e não é uma coisa muito fácil romantizar uma situação em um ônibus. Mas lá estava ela, no ponto me esperando, e quando entrou, o motorista nao a deixou entrar porque a linha do ônibus não voltaria pro Centro, e ela então com raiva desceu, o que me pôs no intermediário…

PLANO G: Entregar a aliança pra ela em algum lugar que não fazia a mínima idéia de qual seria com um sapinho segurando uma rosa com um laço e esse laço conteria as alianças penduradas.Mas o mais agravante disso tudo foi uma frase que ela liberou: “Sempre que estou feliz, vem uma coisa pra estragar meu humor e me deixar com raiva.” O que pra mim significava “Everton, voce está ferrado porque ela está com muita raiva.” Então finalmente aconteceu o finalmente e nada esperado mas lindo e memorável…

PLANO H: Entregar a aliança pra ela sentado em um ponto de ônibus em frente uma chácara que criava porcos e vendia esterco com um sapinho segurando uma rosa com um laço e esse laço conteria as alianças penduradas.Mas primeiro, acalmá-la porque ela estava com muita raiva do tiozinho, e consegui, depois contar nossa história durante dois anos e então…Ela notou a sacola e foi um dos momentos mais bonitos da minha vida, nervoso??? Claro…Quase coloquei a aliança no mindinho de tanto que tremia, mas no final, mostrou o quão incomum e divertido pode ser um relacionamento que nasceu pra dar certo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s