Prelúdio

20eab9fd4b08b6ea9e1ad4a18b01fa9e

Estava tentando lembrar-me de como e quando me apaixonei por você. Fui pega de surpresa ao descobri que há anos você vem me conquistando em todos os detalhes. Sabe aquela história de “já era amor antes de ser”? Estou com a impressão de que aconteceu com a gente e posso te dizer o porquê.

Há dez anos, eu me apaixonei pela sua capacidade de não fazer do nosso relacionamento uma bolha. Fiquei encantada pela sua forma de entender que o mundo e as outras pessoas são, ao invés de ameaça, um conjunto interessante e enriquecedor que precisamos manter por perto. Deixar as nossas portas abertas fez com que meus olhos voltassem para dentro e se prendessem a você.

Há oito anos, descobri que manter por perto alguém que não te desperta nada é tão exaustivo quanto insistir com quem não demonstra interesse. Foi ai que me apaixonei pela intensidade com que você corre para mim e me faz desejar correr para você. É isso que quero.

Há sete anos, me apaixonei pela forma que você confia em mim.  Sem reservas, sem medos, sem vírgulas.

Há seis anos, o modo como você acredita nos nossos sonhos e me encoraja a encarar os meus medos me fez querer ganhar o mundo.

Há cinco anos, me apaixonei pela calmaria que você é capaz de trazer e comecei a ter preguiça de tudo que decide entrar na minha vida como uma tempestade, mudando, invadindo, cobrando.

Há quatro anos, entendi que apego é consequência de estar junto, não um sinal de fraqueza e compartilhar é uma atitude para os de coração nobre. Foi aí que a forma como você sabe se doar, sem cobrar nada em troca, surpreendeu e fez meu coração querer sair do peito.

Então, depois que eu já estava completamente apaixonada por você, eu te conheci. Não, não foi por acaso. Presentes especiais como você não aparecem aleatoriamente, eles são dádivas. Deus ouviu meus pedidos insistentes e bondosamente me deu você.

Quando nos apresentaram, com um sorriso lindo você disse:

– Oi, tudo bem?

Eu podia ter fugido, fingido, desistido, voltado para casa, mas era tarde demais. Meu coração já era seu.

 

“É, só tinha de ser com você,
Havia de ser pra você,
Senão era mais uma dor,
Senão não seria o amor.”

Tom Jobim

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s